Novela “Éramos Seis”: Emília atende pedido de Lola e prejudica Alfredo

Lola fala com Alfredo

Novela “Éramos Seis”: Carlos (Danilo Mesquita) conta para Lola (Gloria Pires) que trancou a faculdade de Medicina para procurar um trabalho que o permita sustentar a família. Ele ignora os protestos da mãe e da namorada, mas sofre ao ser rejeitado em entrevistas por não ter experiência. Lola resolve pedir ajuda para Emília (Susana Vieira): “Difícil falar assim, porque nós sempre temos algo a pedir, é verdade. É que o Carlos decidiu largar a faculdade. Apesar de eu não gostar da ideia, ele quis e tem procurado emprego sem sucesso”.

Emília diz: “Quer que eu arranje uma colocação para o Carlos, não é? Posso falar com meu gerente de banco. Ele me deve favores. É isso que quer? … Este é o país da peixada. Parente de peixe, peixinho é. Vou conseguir o que pede. Mas não esqueça que assim como dou… Tiro! Nossas relações se mantêm boas e espero que continuem assim com a distância devida entre todos os nossos filhos”.

Publicidade

Logo depois, Lola fala com Alfredo (Nicolas Prattes): “Tia Emília vai nos ajudar, sim. Mas voltou a falar sobre vocês e Adelaide. Ela deixou bem claro que não quer que vocês se encontrem. Fiquei tão nervosa”. Ele fica bravo: “E eu vou ter que abrir mão da Adelaide para o Carlos conseguir um emprego? Essa é boa. Vou ter que cair numa chantagem por ele?”. Cena prevista para dia 07 de janeiro na novela “Éramos Seis”.

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

Publicidade

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade