Novela “Éramos Seis”: Clotilde esconde gravidez de Lola e decide dar o bebê

Durvalina se preocupa

Novela “Éramos Seis”: Clotilde (Simone Spoladore) descobre que está grávida e disfarça a barriga com faixas e vestidos largos. Após seis meses, Durvalina (Virgínia Rosa) a repreende: “Até quando vai esconder essa gravidez? Acha que dona Lola não vai te acolher? Isso não se esconde, Clotilde, qualquer hora dessas o bebê arrebenta por aí”. Clotilde explica: “Já tomei minha decisão. Ninguém vai saber de nada. Eu vou ter esse bebê sozinha e dar para alguém que possa cuidar … O que há de errado na minha atitude? Tanta gente espera um bebê e ele nunca vem, meu filho vai ser adotado, vai ter um nome. Nome de mãe e pai na certidão. Comigo teria um buraco, seria um filho sem pai”.

Durvalina explica: “Tem condição, tem família. Vai se arrepender, Clotilde. Melhor que muita gente, estou lhe dizendo… Vai se tornar mãe no momento em que o bebê estiver em seus braços. E depois vai se arrepender… Uma mãe não suporta, mesmo quando tem um filho que não é fruto de amor como o seu. Uma mãe se arrepende se nunca mais puder embalar o filho nos braços. Te digo isso com verdade”. Cena prevista para dia 27 de janeiro na novela “Éramos Seis”.

Publicidade

Resumo “Éramos Seis”: próximos capítulos da novela

“Éramos Seis”: Casada com Júlio (Antonio Calloni), Lola (Gloria Pires) é uma esposa devotada e mãe de quatro filhos: Carlos (Xande Valois/ Danilo Mesquita), o mais velho e motivo de orgulho para os pais; Alfredo (Pedro Sol/ Nicolas Prattes), rebelde que vive se metendo em confusões e tem ciúmes do irmão; Isabel (Maju Lima/ Giullia Buscacio), determinada e independente, é a favorita do pai – por ser a única filha mulher; e Julinho (Davi de Oliveira/ André Luiz Frambach), o caçula da família – que desde criança demonstra habilidade para lidar com dinheiro.

Publicidade

A história começa com Lola e Júlio passando sufoco para poder pagar as parcelas do casarão que compraram em São Paulo. O primeiro bem do casal sai mais caro do que eles previam por causa dos altíssimos juros do financiamento bancário. O imóvel acaba gerando um impasse entre eles: para ela, o local é a alma da família. Para ele, um empecilho para melhorar de vida.

Publicidade