Novela “Cordel Encantado”: Açucena (Bianca Bin) não aceita o fato de ter de se casar com Príncipe Felipe (Jayme Matarazzo) e ter que abdicar de seu amor por Jesuíno (Cauã Reymond), agora que descobriu ser a princesa de Seráfia.

Mesmo com Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) e Efigênia (Berta Loran) a bajulando, a sertaneja não se conforma com o destino que a aguarda.

Interessada em acabar com o casamento entre Açucena e Felipe, Úrsula (Débora Bloch) vai ao quarto da jovem conversar com ela. Açucena está chorando deitada na cama, quando a duquesa entra e lhe faz um carinho.

Falsa, ela consola a jovem. “Minha querida, não está certo o que Augusto está fazendo! Tenho certeza de que, se sua mãe estivesse viva, e pudesse ver o grande amor que existe entre você e Jesuíno, ela ia abrir mão desse acordo nupcial”.

Açucena acredita nas palavras dela e pergunta o que deve fazer. Esperta, Úrsula propõe: “Então vá atrás dele, Aurora! Seja feliz! Vá atrás do seu amor!”.

A jovem não sabe como fazer para fugir do palácio sem que ninguém perceba, mas a duquesa oferece ajuda. Esperançosa, a jovem sorri feliz e segue o conselho de Úrsula.

Sinopse “Cordel Encantado”: Augusto e sua rainha vivem uma vida harmoniosa e feliz, sem imaginar que estão cercados por dois vilões: Úrsula (Débora Bloch), cunhada do rei, e Nicolau (Luiz Fernando Guimarães), o atrapalhado mordomo da corte. A bela, elegante e sofisticada duquesa é a pessoa mais perigosa e falsa de todo o reino. Ajudada por Nicolau, seu amante, Úrsula deseja se tornar rainha. E a viagem a Brogodó é a chance que a duquesa sempre quis para se livrar de Cristina e da princesa.

A sede de poder da dupla de vilões é crescente: no Brasil, para onde se muda com a corte europeia, o casal continua a planejar e executar planos para conseguir o que quer. No decorrer da novela, revela-se que Lady Cecília (Sofia Terra), que Úrsula criava como sobrinha, é filha da vilã com o general Baldini (Emílio de Mello), militar do exército de Seráfia do Norte.

Fonte Rede Globo “Cordel Encantado”