Novela “Cordel Encantado”: Augusto (Carmo Dalla Vecchia) não consegue encontrar a princesa, sua filha, e passa a ser pressionado para voltar a Seráfia. O rei fica triste ao pensar que deverá se separar de Maria Cesária (Lucy Ramos). A Rainha-mãe Efigênia (Berta Loran) percebe o dilema e o encoraja a levá-la com ele para seu reino.

Augusto vai até a casa de Damião (Tony Tornado) para fazer o convite: “Vim te buscar. Não consigo mais viver longe de você, Maria Cesária. Por favor, venha comigo para Seráfia!”. Maria Cesária fica sem reação por um tempo e responde em seguida: “Eu nunca saí de Brogodó. Eu não tenho roupa, nem sapatos pra entrar num palácio. Quanto tempo devo ficar lá?”.

Apaixonado, Augusto responde dando a entender que só vai depender dela para que eles fiquem juntos para sempre: “Isso só vai depender de você, do seu desejo. Se quiser, essa viagem pode durar o resto das nossas vidas”. Cada vez mais amedrontada com o que escuta, ela vai ficando mais confusa: “Augusto! Eu fiquei muito feliz com o convite, acredite. Mas é tudo muito novo e confuso pra mim. Por favor, tenta entender”.

O monarca compreende e promete aguardar uma resposta. Ele dá um beijo em Maria Cesária e vai embora. Perdida, a cozinheira chora, sem saber o que fazer.

Sinopse “Cordel Encantado”: Augusto e sua rainha vivem uma vida harmoniosa e feliz, sem imaginar que estão cercados por dois vilões: Úrsula (Débora Bloch), cunhada do rei, e Nicolau (Luiz Fernando Guimarães), o atrapalhado mordomo da corte. A bela, elegante e sofisticada duquesa é a pessoa mais perigosa e falsa de todo o reino. Ajudada por Nicolau, seu amante, Úrsula deseja se tornar rainha. E a viagem a Brogodó é a chance que a duquesa sempre quis para se livrar de Cristina e da princesa.

A sede de poder da dupla de vilões é crescente: no Brasil, para onde se muda com a corte europeia, o casal continua a planejar e executar planos para conseguir o que quer. No decorrer da novela, revela-se que Lady Cecília (Sofia Terra), que Úrsula criava como sobrinha, é filha da vilã com o general Baldini (Emílio de Mello), militar do exército de Seráfia do Norte.

Fonte Rede Globo “Cordel Encantado”