Última semana para inscrições no Parlamento Jovem Paulista

Terminam na próxima sexta-feira (16) as inscrições para a 20ª edição do Parlamento Jovem Paulista, programa da Assembleia Legislativa de São Paulo criado para estimular a participação dos jovens na política. Podem se cadastrar alunos das redes pública e privada, com idade entre 14 e 21 anos, e que estejam cursando o 9º ano do Ensino Fundamental, Ensino Médio ou Ensino Técnico Integrado dos 645 municípios do Estado.

Serão selecionados 47 estudantes, que vivenciarão uma série de atividades no parlamento estadual, como a eleição dos membros da Mesa Diretora, a votação de projetos de lei e a tramitação das propostas nas diversas comissões da Casa. Eles também poderão dirigir uma sessão especial do Legislativo.

De acordo com Rodrigo Tritatepe, um dos coordenadores do projeto, a iniciativa tem o objetivo de aproximar o jovem do parlamento estadual. “O processo legislativo é desconhecido de grande parte da população. Assim, os alunos conhecem a estrutura e os deputados, além de participarem de uma iniciação política efetiva”, destaca.

Inovação

A edição deste ano apresenta uma novidade: os jovens participarão das comissões da Assembleia ligadas ao tema do projeto de lei que elaboraram, “Os estudantes passarão a manhã discutindo assuntos da proposta, o que os aproxima à realidade sobre o tema. Em seguida, participam das atividades no plenário da casa legislativa”, explica Rodrigo Tritatepe.

Ex-aluna da rede estadual de ensino, Raphaele Godinho participou do Parlamento Jovem Paulista em 2016, quando tinha 16 anos. A estudante da região de Mairinque, no interior do Estado, se interessou tanto pelas atividades que, em seguida, integrou o Parlamento Jovem Brasileiro e hoje é parlamentar jovem no Mercosul, cargo bianual em que representa as delegações nacional e de São Paulo.

“Foi minha primeira experiência com o processo legislativo. Gostei muito de conhecer os jovens de outras regiões paulistas, além de aprender a escrever leis e entender sobre votações de chapas”, ressalta Raphaele Godinho. Para participar, os alunos devem preparar um trabalho na forma de projeto de lei, conforme orientações do Manual do Candidato, e procurar a diretoria da escola em que estudam.

Do Portal do Governo SP