Novela “Deus Salve o Rei”: Amália implora para que Afonso vá embora

Novela “Deus Salve o Rei”: Brice (Bia Arantes) lança uma bruxaria contra Amália (Marina Ruy Barbosa), que desmaia e acorda sem memória de Afonso (Romulo Estrela) e de seu casamento. Virgílio (Ricardo Pereira) se reaproxima da ruiva e se surpreende quando ela aceita um beijo seu na frente de todos na feira. Afonso chega bem na hora e parte para cima dos dois, na intenção de separá-los. Virgílio tenta intervir e leva um soco do rival. Amália o repreende. Afonso diz que é seu marido e que ela precisa lembrar. Amália diz que entende que seja difícil para ele, assim como tem sido para ela, e quer que ele a deixe em paz. Afonso insiste que não pode fazer isso. Virgílio volta a provocar Afonso. A plebeia implora para que Afonso vá embora.

Fonte Rede Globo – nos próximos capítulos da novela “Deus Salve o Rei”, Amália descobre que Afonso é seu marido. Saulo diz a Selena que talvez eles não tenham sido feitos um para o outro. Catarina e Constantino se sentem vitoriosos quando Augusto indica o duque para ser o general do exército de Artena. O médico informa a Afonso que não tem como prever quando a memória de Amália voltará. Rodolfo estranha a decisão de Lucrécia de parar com as aulas de pintura. Betânia e Brumela recebem Tila, a nova cozinheira do castelo indicada por Rodolfo. Augusto ordena uma busca por Hermes ao saber que o cavalo do barão retornou sozinho ao castelo. Diana percebe que Amália acha que ainda é noiva de Virgílio. Betânia e Brumela notam que Tila não tem nenhuma familiaridade com a cozinha. Saulo agradece a Ulisses por defendê-lo dos alunos da academia. Constantino se oferece para liderar as buscas por Hermes. Lupércio e Romero descobrem por Olegário que Hélvio está cortejando Matilda. Heráclito percebe que Lucrécia se encantou por Osiel. Heráclito diz a Lucrécia que ela precisa ocupar o seu tempo para não pensar em bobagens e sugere aula de harpa à sobrinha. Constância e Martinho notam a forma carinhosa com que Amália trata Virgílio. Augusto verifica que um de seus soldados encontrou o corpo de Hermes enterrado na floresta com a medalha de Constantino em suas mãos. Augusto declara a prisão de Constantino.

Catarina contesta a prisão de Constantino. Demétrio informa a Augusto que Constantino vinha recrutando mercenários com a intenção de derrubar o rei de Vicenza. Augusto anuncia que Constantino será julgado. Constância e Martinho decidem não contar a Afonso que Virgílio esteve com Amália. Constantino teme ser julgado em Vicenza. Augusto manda Demétrio comunicar aos convidados o cancelamento do casamento de Catarina. Tila leva o café da manhã de Rodolfo, a pedido do próprio rei. Lucrécia nota as desculpas de Rodolfo para não ficar com ela. Ulisses diz a Selena que não quer deixar ninguém pensar que ele tem tratamento especial na academia por ser filho de Romero. Lucrécia começa a aula de harpa. Augusto decide que Constantino será julgado em Vicenza. Diana avisa a Afonso que Amália voltou a trabalhar. Diana conta a Afonso que Amália acredita que ainda é noiva de Virgílio. Afonso flagra Amália beijando Virgílio.

Afonso suplica para Amália se lembrar dele. Virgílio se aproveita da falta de memória de Amália para dizer que Afonso a seduziu com mentiras. Virgílio instiga Amália a anular seu casamento. Afonso avisa à família de Amália que se afastará por um tempo para pensar no que fazer. Constantino declara a Catarina que sua vida está nas mãos dela. Lucrécia se abala com a proximidade de Pietro durante a aula de harpa. Lucrécia tenta provocar ciúmes em Rodolfo ao levar Pietro para tocar harpa no jantar. Lucrécia confidencia a Latrine que Rodolfo não sente amor por ela. Augusto conta a Afonso que recebeu de Amália um pedido de anulação do casamento. Afonso concorda com a anulação do casamento para evitar que a mulher seja presa. Saulo decide abandonar a academia. Afonso diz a Amália que torce para que ela se lembre deles antes de se casar com Virgílio. Lucíola coloca a chave da masmorra no pão de Constantino, a pedido de Catarina. Constantino consegue sair da prisão e aproveita para levar Catarina como garantia de vida.

Augusto é informado de que Constantino fugiu. Constância conta a Amália que Afonso abdicou do trono de Montemor para viver com ela. Virgílio afirma a Amália que devolverá o dinheiro da dívida de Martinho para compensar o mal que fez a ela e à família. Constantino volta para seu exército e inventa para Diógenes que Hermes o traiu. Constantino consegue o apoio de Diógenes para pedir cinco mil moedas de ouro em troca do resgate de Catarina. Augusto descobre que Catarina não está no castelo. Demétrio avisa a Augusto que Catarina foi sequestrada por Constantino. Saulo diz a Selena que para o bem dela e de todos precisa se afastar da academia. Lupércio comenta com Romero que Olegário tem interesse em Matilda. Romero se preocupa com a tosse de Hélvio. Afonso aceita o convite de Augusto para assumir o comando das tropas de Artena e libertar Catarina.

Augusto dá um prazo para Constantino libertar Catarina. Diógenes aconselha Constantino a libertar Catarina, mas o duque prefere lutar. Martinho não aceita o dinheiro de Virgílio. Lucrécia desabafa com Pietro sobre o desinteresse de Rodolfo por ela. Tirso sugere aos outros presos da masmorra que eles aproveitem que a guarda do castelo foi reduzida para fugir. Saulo consegue emprego na mina com Hélvio. Augusto decide pagar o resgate de Catarina. Constantino recebe o resgate de Afonso e Demétrio e comunica que só soltará Catarina depois que o exército de Artena deixar sua tropa passar. Afonso não concorda com a decisão de Augusto de surpreender a tropa de Constantino atacando-a ao amanhecer. Tirso e os outros presos conseguem fugir e atacam a feira onde está Amália e Constância. Afonso entra escondido na tenda onde está Catarina e avisa a princesa que irá retirá-la dali.

Tirso e os fugitivos saqueiam as barracas da feira. Tirso invade a casa onde Amália, Constância e Diana estão escondidas. Virgílio chega na hora em que Tirso pensa em levar Amália e vence o bandido. Afonso e Catarina se deparam com dois soldados de Constantino. Augusto decide atacar a tropa de Constantino mesmo com o desaparecimento de Afonso. Após ser orientada por Afonso a fugir pela mata, Catarina consegue encontrar Augusto e Demétrio. Afonso consegue se livrar dos soldados, mas é surpreendido por Constantino. Diógenes percebe que está derrotado e manda seus soldados baixarem as armas. Amália conta a Martinho que, se não fosse Virgílio, ela, a mãe e Diana não estariam ali. Rodolfo acha indelicado Augusto não ter respondido a sua carta de apoio e decide partir para Artena. Rodolfo pede a Orlando que fique de olho em Lucrécia durante sua ausência. Martinho se vê obrigado a agradecer Virgílio por ter salvado sua família. Catarina mente para Augusto dizendo não saber como Constantino conseguiu escapar da masmorra. Demétrio supõe que Constantino possa ter fugido levando Afonso como refém. Lucrécia descobre que Rodolfo partiu para Artena sem falar com ela. Demétrio recomenda que Augusto volte ao castelo com Catarina enquanto ele continua as buscas por Constantino e Afonso. Constantino mantém Afonso preso à árvore.

Augusto descobre que presos fugiram da masmorra e saquearam lojas da cidade. Virgílio impressiona Amália ao usar o dinheiro que recebeu de Martinho para consertar as barracas dos feirantes. Afonso luta contra Constantino e consegue se libertar. Cássio e Demétrio encontram Afonso na floresta. Selena leva Ulisses para um jantar romântico preparado por Betânia. Afonso conta a Catarina que Amália perdeu a memória e seu casamento foi anulado. Orlando e Lucrécia sentem atração um pelo outro. Augusto convida Afonso para assumir o comando do exército de Artena. Amália sonha com o dia em que encontrou Afonso na mata, mas não vê seu rosto. 

Tiago insiste para que Amália tente recordar do dia em que encontrou Afonso. Amália marca a data do casamento com Virgílio. Rodolfo demonstra a Catarina que não está muito animado com seu casamento. Afonso insiste para que Samara aceite o dinheiro da venda da ferraria, para custear os estudos de Levi. Lucrécia não resiste à atração que sente por Orlando e o beija. Afonso diz a Cássio que nunca abrirá mão de Amália. Tiago avisa a Afonso que ele não pode deixar que Amália e Virgílio se casem.

Virgílio tenta sensibilizar Martinho a aceitar seu casamento com Amália. Augusto manda parar a procura por Constantino. Augusto indica Catarina para cuidar do torneio durante uma viagem. Afonso avisa a Samara que Levi vai começar seus estudos no castelo. Lucrécia se encontra com Orlando. Demétrio se surpreende quando Catarina manda retirar os feirantes das ruas antes do torneio. Rodolfo está à espera de Lucrécia, quando é surpreendido por Tila. Selena fica triste ao ver Saulo beijando uma moça. Amália tem lampejos de memória com Afonso.

Lucrécia flagra Tila no quarto de Rodolfo e despede a criada do castelo. Lucrécia comunica que voltará para Alcaluz. Orlando fica triste com a partida de Lucrécia. Os feirantes seguem a ideia de Amália e montam suas barracas junto ao muro do castelo. Afonso deixa Catarina furiosa ao se negar a cumprir a ordem da princesa para retirar à força os feirantes do castelo. Ulisses diz a Saulo que não está mais com Selena. Amália consegue convencer Virgílio a adiar o casamento por mais um mês. Cássio insiste para que Saulo retorne à academia. Diana incentiva Tiago a se inscrever no torneio. Brice encontra Virgílio.

Catarina ironiza Afonso por estar financiando os estudos de Levi. Tiago conta a Afonso que Amália adiou a data do casamento. Rodolfo comemora quando os construtores informam que encontraram uma fonte de água. Cássio se surpreende com a intenção de Rodolfo de inundar um povoado para mudar o curso da água. Afonso diz a Amália que sente que suas lembranças virão à tona. Saulo decide voltar para a academia. Rodolfo sente falta de Lucrécia e decide ir atrás da esposa.

Amália avisa a Virgílio que precisa passar um tempo sozinha. Samara acorda doente e Afonso se oferece para levar Levi à escola. Catarina visita a feira e, ao constatar a limpeza do local, autoriza o evento durante o torneio. Rodolfo aceita as imposições de Lucrécia para retornar a Montemor. Petrônio desconfia ao ver Orlando conversando com Lucrécia. Lucrécia defende a participação de Selena no torneio. Afonso decide passar a noite na casa de Samara para ajudar Levi a cuidar da mãe. Virgílio ateia fogo à casa de Samara.