Novela “Belíssima”: Júlia fica confusa quando Vitória conta que beijou André e pede que ela pare com o plano de vingança: “Eu tô ficando com medo disto tudo, Vitória. Tô achando que eu não tinha o direito de ter posto você numa situação destas”. Vitória, obcecada pela vingança, afirma: “Por que não? Não é só por você que eu tô fazendo isto, Júlia. Se o André foi o responsável pela morte do meu marido, eu também tenho contas pra acertar com ele. Aquele canalha do André, custe o que custar, vai acreditar que eu tô gostando dele. Que eu tô apaixonada… Louca por ele!”. Júlia se descontrola e grita: “Chega, Vitória! Você vai acabar com isto agora! Não quero mais você metida com o André!”.

Vitória se surpreende: “Você tá com ciúme de mim com aquele ordinário?”. Júlia cai em si: “Eu tô é com medo, preocupada, apavorada! Nunca ia me perdoar se acontecesse alguma coisa com você. Nós não sabemos direito com o que estamos lidando, Vitória. Muitas pessoas já morreram. A tal garçonete, o Pedro, a Bia… Tenho a impressão de que tudo isto tá ligado, mas não consigo fazer a conexão”. Vitória diz que elas já sabiam disso tudo quando arquitetaram o plano. Júlia conta que está arrasada com a gravidez de Érica. Vitória a consola, chocada com a notícia. Cena prevista para outubro, em “Belíssima”.

Novela “Belíssima”: resumo dos próximos capítulos

Fique por dentro
Novela “Belíssima”: André descobre que Júlia e Vitória estão unidas e planeja novo golpe
Novela “Belíssima”: Katina descobre dívida de Murat e pede ajuda a André
Novela “Belíssima”: Mônica se casa com Alberto
Novela “Belíssima”: Bia Falcão não morreu
Novela “Belíssima”: Bia usou Valdete para forjar a própria morte
Novela “Belíssima”: Vitória é a filha de Bia com Murat

Simpática, bem-sucedida e discreta, Júlia Assumpção é presidente da Belíssima, referência mundial no setor de roupas íntimas. Sua avó, Bia Falcão, a pressiona para se tornar parecida com a mãe, Stella Assumpção – que foi uma modelo bastante famosa, mito de beleza na década de 1960. Fundadora da marca Belíssima, Stella morreu em um acidente de avião junto com seu marido, deixando órfãos Júlia e Pedro. Desde então, Bia Falcão se tornou responsável pelos dois, tendo-os criado. Até hoje tenta controlar a vida deles. Em casa, Júlia só encontra apoio no tio, Argemiro Falcão, vulgo Gigi, e na governanta, Matilde. Bia faz de tudo para Júlia se sentir culpada pela morte dos pais.

A vilã fará de tudo para acabar com os romances de Pedro com Vitória, uma ex- menina de rua que ele escolheu para ser sua esposa, com quem tem uma filha, e Vitória será perseguida pela vilã durante toda a trama, porém, sem perder a fibra e a coragem; e de Júlia com André Santana. Este, apesar de não parecer inicialmente, é um grande e terrível vilão, diabólico e ambicioso, que almeja ser dono da Belíssima em conjunto com seu pai, Aquilino Santana, o seu Quiqui, que aparenta ser um bom velhinho, mas é, na verdade, um bandido da pior espécie, ex-matador de aluguel. André vai se envolver com Júlia e com a filha de Júlia, Érica, uma mulher fútil e perversa como a bisavó Bia Falcão. Érica é aspirante a modelo.

Publicidade