Novela “Belíssima”: Nikos diz a Júlia que André está roubando seu dinheiro. Júlia anuncia numa reunião da Belíssima que André está demitido. André pede que Júlia não se precipite. Júlia é dura com André e diz que nada do que ele disser vai adiantar. André fala para Júlia que ela vai se arrepender de não tê-lo aceitado de volta. O vilão André (Marcello Antony) a deixa na miséria. Ele vende a fábrica de lingeries para uma empresa americana e deposita o dinheiro em contas no exterior.

Ao descobrir que André usou as procurações para transferir seus bens para o nome dele, Júlia deixa a fábrica com os olhos marejados e volta para casa. Alberto (Alexandre Borges) oferece ajuda e confessa que nunca imaginou que André pudesse roubar todos os seus bens. Júlia assume que facilitou o trabalho de André. Antes de ir embora, a empresária promete recuperar tudo o que perdeu.

Cena prevista para outubro, em “Belíssima”.

Novela “Belíssima”: resumo dos próximos capítulos

(*) edição da Rede Globo, Novela “Belíssima”, sujeito a alteração de data e conteúdo.

Noticias

Novela “Belíssima”: Júlia é despejada de sua empresa
Novela “Belíssima”: Júlia é despejada de sua mansão
Novela “Belíssima”: Vitória é inocentada e recebe herança
Novela “Belíssima”: Nikos se declara para Júlia
Novela “Belíssima”: Katina conta para Nikos que Cemil foi apaixonado por Júlia
Novela “Belíssima”: Mustafá ganha bolo especial
Novela “Belíssima”: Mary descobre que é dona de ações da Belíssima e desmaia

Fique por dentro
Novela “Belíssima”: Alberto destrói o casamento de Cemil e Mônica
Novela “Belíssima”: Mônica se casa com Alberto

Novela “Belíssima”: Érica anuncia para André que ele será papai
Novela “Belíssima”: Érica ameaça acabar com a vida dela e de André
Novela “Belíssima”: André dá golpe em Júlia

Novela “Belíssima”: Bia Falcão não morreu
Novela “Belíssima”: Bia usou Valdete para forjar a própria morte
Novela “Belíssima”: Vitória é a filha de Bia com Murat

Simpática, bem-sucedida e discreta, Júlia Assumpção é presidente da Belíssima, referência mundial no setor de roupas íntimas. Sua avó, Bia Falcão, a pressiona para se tornar parecida com a mãe, Stella Assumpção – que foi uma modelo bastante famosa, mito de beleza na década de 1960. Fundadora da marca Belíssima, Stella morreu em um acidente de avião junto com seu marido, deixando órfãos Júlia e Pedro. Desde então, Bia Falcão se tornou responsável pelos dois, tendo-os criado. Até hoje tenta controlar a vida deles. Em casa, Júlia só encontra apoio no tio, Argemiro Falcão, vulgo Gigi, e na governanta, Matilde. Bia faz de tudo para Júlia se sentir culpada pela morte dos pais.

A vilã fará de tudo para acabar com os romances de Pedro com Vitória, uma ex- menina de rua que ele escolheu para ser sua esposa, com quem tem uma filha, e Vitória será perseguida pela vilã durante toda a trama, porém, sem perder a fibra e a coragem; e de Júlia com André Santana. Este, apesar de não parecer inicialmente, é um grande e terrível vilão, diabólico e ambicioso, que almeja ser dono da Belíssima em conjunto com seu pai, Aquilino Santana, o seu Quiqui, que aparenta ser um bom velhinho, mas é, na verdade, um bandido da pior espécie, ex-matador de aluguel. André vai se envolver com Júlia e com a filha de Júlia, Érica, uma mulher fútil e perversa como a bisavó Bia Falcão. Érica é aspirante a modelo.