Novela “Belíssima”: Júlia marca um encontro com Cyro, após descobrir pela TV que ele é dono da Splendore, mais de vinte anos depois de terem se separado. Cyro se surpreende com a notícia de que tem uma filha, e quase desmaia quando Júlia conta que ela é Érica! Ele pergunta por que ela nunca contou isso antes. Júlia aproveita para fazer um acerto de contas e diz que, depois que Cyro aceitou o suborno de Bia, não teve mais notícias do marido.

O italiano se desculpa, diz que não foi mesmo uma atitude nobre ter abandonado Júlia por dinheiro, mas argumenta que não agüentava mais viver sob o mesmo teto que a vilã. E que na época, Júlia parecia um joguete nas mãos pérfidas da avó.

A empresária aceita a desculpa de Cyro e eles discutem se devem ou não contar a ela a verdade. O italiano diz que Júlia deve contar sim, mas pede um tempo, para ele se acostumar com a idéia. Enquanto isso, Érica perde seu tempo jogando charme para o italiano. Cena prevista para novembro na Novela “Belíssima”.

Novela “Belíssima”: resumo dos próximos capítulos

Fique por dentro

Novela “Belíssima”: Bia Falcão volta para enlouquecer a todos
Novela “Belíssima”: Bia usou Valdete para forjar a própria morte
Novela “Belíssima”: Vitória é a filha de Bia com Murat

Simpática, bem-sucedida e discreta, Júlia Assumpção é presidente da Belíssima, referência mundial no setor de roupas íntimas. Sua avó, Bia Falcão, a pressiona para se tornar parecida com a mãe, Stella Assumpção – que foi uma modelo bastante famosa, mito de beleza na década de 1960. Fundadora da marca Belíssima, Stella morreu em um acidente de avião junto com seu marido, deixando órfãos Júlia e Pedro. Desde então, Bia Falcão se tornou responsável pelos dois, tendo-os criado. Até hoje tenta controlar a vida deles. Em casa, Júlia só encontra apoio no tio, Argemiro Falcão, vulgo Gigi, e na governanta, Matilde. Bia faz de tudo para Júlia se sentir culpada pela morte dos pais.

A vilã fará de tudo para acabar com os romances de Pedro com Vitória, uma ex- menina de rua que ele escolheu para ser sua esposa, com quem tem uma filha, e Vitória será perseguida pela vilã durante toda a trama, porém, sem perder a fibra e a coragem; e de Júlia com André Santana. Este, apesar de não parecer inicialmente, é um grande e terrível vilão, diabólico e ambicioso, que almeja ser dono da Belíssima em conjunto com seu pai, Aquilino Santana, o seu Quiqui, que aparenta ser um bom velhinho, mas é, na verdade, um bandido da pior espécie, ex-matador de aluguel. André vai se envolver com Júlia e com a filha de Júlia, Érica, uma mulher fútil e perversa como a bisavó Bia Falcão. Érica é aspirante a modelo.