Novela “Ribeirão do Tempo” resumo 22/11: Clorís flerta com Ari

Novela “Ribeirão do Tempo” resumo 22/11: no capitulo 187 (*) da novela “Ribeirão do Tempo”, quarta-feira, 22 de novembro, Tito tenta saber mais sobre a investigação com Ajuricaba, sem sucesso. Nasinho e Virgílio combinam seus depoimentos para não caírem em contradição. Joca mostra as fotos para Tito. Ele fica indignado ao ver Virgílio com Nicolau e Ferrolho. Nicolau discursa na TV e tenta culpar a Conspiração Azul. Flores assiste o discurso com Sereno, que está ansioso para ver a hora em que Flores vai eliminar o senador. Tito conta a Clorís sobre as fotos que Joca tem e ela o aconselha a demitir Virgílio.

Tito diz que ainda não sabe o que vai fazer. Virgílio vai à delegacia depor e ao ser questionado por Ajuricaba sobre fotos, inventa algumas histórias. Marta fica atenta ao depoimento. Querêncio, reunido com seu secretariado, lembra que é o primeiro dia da Lei Úmida e quer tratar de alguns detalhes. Célia diz que tem algumas sugestões. Sancha diz que sua sugestão é que todos se preparem para o dia seguinte. Querêncio fica irritado. Clorís vai sair e Mateus a alerta que é o primeiro dia de Lei Úmida. Ela diz que está saindo por isso mesmo. Mateus comenta que Filó também foi para a cidade conversar com seu pai a respeito da nova lei. Filomena aconselha Querêncio a suspender enquanto há tempo. Ele diz que Marisa, Sancha, Arminda e ela estão entendendo a situação ao contrário. Ela pergunta se ele acha que todos estão errados e só ele está certo. Querêncio confirma e Filomena desiste de argumentar.

Publicidade

Virgínia diz que a nova lei será um sucesso. Filomena diz a Sancha que tentou convencer seu pai a cancelar a lei, mas o esforço foi em vão. Filomena diz que não vai participar. Sancha e Célia também. Querêncio vai chamar Alfredo e Romeu para a inauguração da Lei Úmida. Teixeira diz a Bruno e Célia que a Câmara de Vereadores que anular a nova lei. Querêncio discursa na praça, dando abertura ao Dia Úmido. Ele chama Flores para discursar também e os dois são aplaudidos pelo povo. Filomena vai ao Solar conversar com Marisa sobre Querêncio. Clorís chega à praça e é obrigada a beber por um funcionário da prefeitura. Ari vê a cena e fica indignado. O funcionário o convence a beber também. Jumento brinda com Clorís.

Marisa conta a Filomena que as coisas entre ela e Querêncio não estão muito bem. Ela conta que Querêncio mandou fazer uma farda para ele, mas que se ele andar com ela na rua ela vai embora do solar. Bruno diz a Teixeira que não é o amigo dele que vem da Europa, mas uma pessoa ligada à Arminda. Teixeira não gosta da notícia e fica irritado, dizendo que isso atrapalhará a vida dos dois. Bruno fica preocupado.

Novela “Ribeirão do Tempo”: resumo dos próximos capítulos

(*) edição da Rede Record, Novela “Ribeirão do Tempo”, sujeito a alteração de data e conteúdo.