O sono recupera os danos da pele

Não há necessidade de dizer que dormir é importante. Quando não dormimos bem, ou quando o sono é curto demais, não acordamos com a melhor versão de nós mesmos. Por isso, o sono também é fundamental para a pele. “A pele sofre durante o dia e, à noite, é a hora certa de recuperar os desgastes”, comenta o dermatologista Dr. Abdo Salomão.

Publicidade

Os resultados não aparecem de imediato. Da mesma forma que o sono recupera os danos da pele, a falta dele pode acelerar o envelhecimento em função da redução da habilidade natural de reparação espontânea. Então, para ajudar a fazer do momento da primeira olhada no espelho do dia uma grata surpresa, Dr. Abdo enumera algumas dicas sobre o sono e o que fazer antes dele para ter a melhor pele possível.

– Não falhe na limpeza da pele antes de dormir: parece óbvio, mas quem nunca deixou de higienizar a pele “só por hoje”? “A limpeza do rosto antes de dormir remove as impurezas, a oleosidade e poluição acumulados durante o dia”, alerta Dr. Abdo. Se não for retirado completamente, os poros podem ficar entupidos e haverá um aumento dos radicais livres, o que acelera o envelhecimento. O ideal é usar um creme de limpeza suave, ou toalhinhas de limpeza hidratantes, com delicadeza.

Ao limpar em volta dos olhos, o cuidado é redobrado, apesar de ser a região que concentra a maior quantidade de maquiagem, normalmente. “Ao retirar com força, podem surgir vasinhos ou olheiras escuras”, recomenda Dr. Abdo.

– Use os produtos corretos: há cremes que amenizam rugas, séruns que tratam as manchas e outros que dão mais brilho à pele. Então, não é melhor potencializar a ação à noite, quando mais precisamos? Não. Os cremos diurnos são focados para proteção do sol, poluição etc. em vez de atuar na reposição celular e reparação, como fazem os noturnos. Ingredientes ideais para a noite: retinol e antioxidantes.

– Mantenha os cabelos longe do rosto: enquanto nos focamos na melhor forma de tratar a pele durante o sono, esquecemo-nos que os cabelos carregam oleosidade e impurezas que tentamos fugir o tempo todo. Se eles não foram lavados no dia, pior ainda. Portanto, o ideal é prendê-los levemente num rabo de cavalo, com uma echarpe antes de ir para a cama, ou numa trança. Outro cuidado importante refere-se às franjas. Se forem usados séruns ou cremes, eles podem facilmente ser transferidos para a pele, durante a noite.

– Fronhas ásperas: embora não pareça, a qualidade das suas fronhas pode depor contra a sua pele. “A fricção constante pode acelerar os danos na pele”, alerta Dr. Abdo. Portanto, procure as mais macias, ou coloque um lenço de seda ou cetim em cima da fronha para dormir. Também é possível usar produtos com ingredientes macios como silicone, ácido hialurônico ou colágeno, que podem diminuir o atrito. Além disso, conserve as fronhas sempre muito limpas, lavadas pelo menos uma vez por semana (ou até duas), pois elas podem ser o abrigo de pó, células mortas e bactérias.

– Mude sempre sua posição de dormir: todos têm uma maneira preferida de dormir. Não importa a posição, mas aqueles que dormem com a barriga para baixo têm mais predisposição a rugas. Dr. Abdo recomenda que “deitar de barriga para cima é a melhor forma de proteger a pele e reduzir a formação de rugas. Quando você dorme sobre seu rosto, sua pele se dobra, o que cria um vinco e uma degradação do colágeno, o que se traduz em linhas permanentes e falta de elasticidade da pele”. Para aqueles que simplesmente não conseguem permanecer de barriga para cima, o ideal é utilizar uma almofada em formato de U (como aquelas usadas em aviões) ou duas pequenas em cada um dos lados do pescoço, para evitar o deslocamento durante o sono.

– Beba água suficiente: bem sabemos que beber muita água faz muito bem para a saúde em geral, mas beber muita água durante o dia pode na verdade melhorar sua aparência na hora de acordar no dia seguinte. Não beber água suficiente danifica a pele, que fica áspera e sem brilho. Além disso, relembra Dr. Abdo, “a água ingerida vai colaborar com o processo de reconstrução noturno; os níveis de hidratação corporal são balanceados, ajudando a pele a recuperar a água que precisa.” Portanto, não se esqueça dos oito copos durante o dia para garantir um rosto radiante pela manhã.

– Cuidado com os lanchinhos noturnos ou refeições tardias: procure conter a tentação: o ideal é deitar-se após duas horas da última refeição, o tempo necessário para a perfeita digestão. Além de prevenir os sintomas de refluxo, colabora com o bom sono, o que é uma bênção para a pele.

– Esqueça o açúcar: como se precisássemos mais uma razão para não consumir açúcar, ele também é inimigo do sono profundo. A ingestão de muito açúcar ou carboidratos antes de dormir desencadeia a liberação de insulina, que interfere na dosagem do hormônio do crescimento, levando à inflamação. “O ideal é manter o cardápio em proteínas e fibras e, para melhorar ainda mais a qualidade do sono, focar em alimentos ricos em melatonina, como tomate, cereja, uva e castanha”, recomenda Dr. Abdo.

– Durma o suficiente: não adianta fazer tudo isso, se a qualidade do sono não é adequada. Sete a oito horas de sono são ótimas para a pele.

– Pense antes de beber: a dupla beber e dormir tarde pode somar um resultado desagradável pela manhã. O álcool antes de dormir interrompe a habilidade natural do corpo de rejuvenescer a pele e os músculos. A bebida desencadeia a liberação de cortisol, que causa perda de colágeno e a dificuldade de chegar ao sono profundo.

– Calor: dormir bem aquecida pode ser agradável a princípio, mas a noite será de sono insatisfatório, que pode transparecer no espelho logo ao acordar. O ar quente e seco para dormir é mais agradável, mas é um crime contra a hidratação. Um umidificador é a opção ideal.

– Deixe os estímulos para o dia: assistir a TV, focar no celular ou tablet ou trabalhar até tarde no computador podem ser o sinônimo de uma noite mal dormida. Se a mente não relaxar, o sono não será completo. Desligar qualquer aparelho 30 minutos antes de dormir, ler um livro ou ouvir música relaxante pode garantir uma noite realmente recuperadora.

– Prefira o escuro: seja um pequeno feixe de luz ou a tela da TV ligada, pouco ou muita luz, o que importa é que o sono reparador e um despertar adequado só podem ser resultado de uma noite em total escuridão, sem qualquer coisa que distraia a atenção.

– Relaxe: cair na cama cansada ou deitar-se com preocupações para o dia seguinte é rotina para muita gente e, no dia seguinte, o resultado fica estampado no espelho logo cedo: olhar cansado, pele áspera e desidratada. Apenas 10 minutos de meditação antes de dormir limpa a mente para uma noite de sono profundo. E não é preciso muita técnica. Basta focar a atenção na respiração profunda, por dez vezes. Já é o início da garantia de uma noite bem dormida e seu impacto na aparência.

Fonte: Dr. Abdo Salomão Júnior é dermatologista de Guaxupé, Minas Gerais. Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, da Sociedade Brasileira de laser em Medicina e Cirurgia e da of American Academy of Dermatology.

Publicidade