O governador Geraldo Alckmin autorizou a abertura de concurso público para a contratação de 308 médicos pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). Atualmente, a SAP conta com 149 médicos para atender todo o Estado. O despacho do governador foi publicado no “Diário Oficial” desta sexta-feira, 24.

Após a realização da seleção, a Secretaria suprirá o déficit de vagas do cargo no sistema prisional paulista e totalizará 457 médicos, nas especialidades de clínica geral, ginecologia e psiquiatria, triplicando o número de profissionais.

A estimativa é de que o edital de abertura de inscrições seja publicado em até 15 dias. O prazo previsto para a realização do concurso é de seis meses, o que significa que até o final do ano os novos médicos já estarão atuando nas unidades prisionais do Estado.

As vagas serão distribuídas nas Coordenadorias de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo, da Região do Vale do Paraíba e Litoral, Região Central, Região Oeste do Estado, Região Noroeste do Estado e ainda da Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciário.

A carga horária exigida é de 20 horas semanais e as instruções que regerão o concurso serão publicadas em breve.