Previsão do tempo em Outubro segundo a Meteorologia

previsão tempoPrevisão do tempo em outubro – Mês não será muito quente na maior parte do país, com exceção do Norte, Maranhão e Piauí. Segundo os meteorologistas da Somar, a influência de frentes frias, de áreas de instabilidade (conhecidas como Complexo Convectivo de Mesoescala) e também do fenômeno El Niño irá provocar chuvas acima da média em boa parte da Região Sul e no sul de Mato Grosso do Sul. Já na maior parte do Sudeste e do Centro-Oeste e no litoral do Nordeste (especialmente da Bahia), não há previsão de grandes desvios. Ou seja, as chuvas ficarão dentro da média do mês, já que as frente frias devem atingir boa parte dos Estados, sobretudo do Sudeste e Centro-Oeste. Já no interior do Nordeste e em toda a Região Norte, a previsão é de precipitações abaixo da média, situação idêntica à registrada em setembro.
Temperaturas
De acordo com o meteorologista Celso Oliveira, não teremos um outubro muito quente, com exceção do Norte, Maranhão e Piauí. No centro e sul do Brasil, veremos na verdade, uma situação quase inversa, com temperatura entre a média à abaixo da média por conta da frequencia de frentes frias.

Chuva em setembro chegou a 450mm em algumas cidades do Sul
Os eventos de chuva foram frequentes no Sul do país em setembro e porisso, o mês termina com acumulados acima da média na maior parte da Região. O volume de chuva chegou a 450mm entre onordeste do Rio Grande do Sul e o sudeste e Santa Catarina e tambémentre o oeste catarinense e o sudoeste do Paraná. Em Canela, no RioGrande do Sul, onde choveu 450mm por exemplo, o valor representa quaseduas vezes e meia a média de chuvas de setembro. Em Novo Horizonte, nooeste de Santa Catarina, foram 418mm para uma média de 199mm.

Algumas áreas das Regiões Sudeste e Centro-Oeste também terminam o mêscom chuvas acima da média. No sul de São Paulo, leste de Mato Grosso doSul e o nordeste de Mato Grosso, choveu mais de 200mm para uma média deapenas 50mm. “E como as precipitações no Brasil funcionam como umagangorra (quando chove muito num lugar, outros ficam muito secos), oNorte e o Nordeste terminam o mês com precipitações abaixo da média”, finaliza Oliveira.