Os prós e os contras do chocolate

Um dos maiores objetos de desejo do ser humano, o chocolate pode trazer alguns males se consumido em excesso, mas também pode fazer muitos benefícios à saúde quando ingerido na medida certa.
A grande sensação de prazer e o alivio dos sintomas da TPM são as suas melhores indicaçoes, sem contar que ele também pode melhorar o cérebro e ajudar o coração. Isso porque o cacau, fruto que origina o chocolate, é grande fonte dos oxidantes, que auxiliam na purificação do organismo, como os polifernóis, que impedem o acúmulo de gordura nas paredes dos vasos sangüíneos, diminuindo o risco de ataques cardíacos.
Outras substâncias presentes no chocolate são os estimulantes, como a cafeína, a tiramina e a teobromina, que aprimoram o raciocínio. O açúcar, adicionado a ele para sua composição, eleva a taxa de serotonina, melhorando o humor e ajudando nos momentos de tensão ou durante a TPM das mulheres. Ele também as auxilia a suportarem os desconfortos da menstruação, agindo positivamente na composição química do cérebro, trazendo uma sensação de relaxamento que pode durar algumas horas.
Porém, como tudo em excesso é prejudicial, vale lembrar que o chocolate pode ser causador de várias moléstias, como cálculos renais, síndrome do cólon irritável, asma brônquica, azia, doença cística das mamas e cefaléia (pelo excesso de cafeína), além de aumentar a acne e o colesterol.
O chocolate branco, não leva massa de cacau em sua fórmula, apenas manteiga de cacau, leite em pó e açúcar, por isso não traz os mesmos benefícios que os outros tipos e deve ser banido do cardápio de quem tem problemas vasculares, diabetes ou está de dieta.
O melhor é sempre escolher o chocolate preto ou amargo, ambos ricos em cobre, responsável por afastar doenças cardiovasculares e apresentar maior porcentagem de antioxidantes já que contém mais massa de cacau. Porém, quem não resiste ao apelo do açúcar pode optar pela versão ao leite, que apresenta altos teores de proteínas, cálcio e vitamina B.
A quantia aconselhável de ingestão é de, aproximadamente, 50 gramas de chocolate por dia.

•    Dra. Sylvana Braga (www.sylvanabraga.com.br) – Médica ortomolecular, nutrologista, reumatologista e fisiatra